Mais de 50% dos alunos do ensino superior estão insatisfeitos com as aulas virtuais, mostra pesquisa

Pesquisa aponta que mais de 80% dos universitários das faculdades particulares de Minas Gerais querem voltar para o ensino presencial. O estudo foi feito pela startup Pravaler, uma das maiores em soluções financeiras para educação no Brasil.

De acordo com Rafael Baddini, sócio-diretor da Pravaler, mais de 50% dos alunos que participaram da pesquisa apontaram que a qualidade do ensino caiu. Além disso, apontam dificuldade em ter disciplina em seguir remotamente as aulas.

“O segundo ponto foi a falta de um local para estudar, não estavam preparados para ter um local isolado para estudar. O terceiro ponto em relação a própria plataforma de algumas instituições, que não conseguiram de fato prover algo que engaje o aluno. Por último, apontaram em relação a falta de contato social com colegas e professores, isso é muito importante para o aluno, ter esse convívio.”

Segundo Baddini, os problemas com as plataformas se dão principalmente pela forma repentina como as instituições tiveram que adotar o ensino remoto e pela falta de preparo dos profissionais de educação.

“As instituições foram obrigadas da noite para o dia a migrar para uma plataforma remota, o próprio professor que dormiu sendo um professor presencial teve que acordar sendo professor online. Toda essa adaptação, tanto da instituição de ensino quanto do aluno, leva um tempo dado que isso foi feito de uma forma muito repentina.”

Apesar dos pontos negativos, os alunos também viram pontos positivos, como a proximidade com a família e horários flexíveis. Conforme Baddini, a junção desses pontos pode significar a tendência da criação de um ensino híbrido, que misture o ensino presencial e a distância.

“Se a gente juntar tudo da pesquisa, o que o aluno colocou como negativo, o que o aluno colocou como positivo e as coisas que podem ser melhoradas, eu vejo uma tendência muito grande para o ensino híbrido no médio prazo, onde o aluno frequenta parte da semana, duas, três vezes por semana presencialmente a faculdade e algumas vezes na semana ele faz de forma remota.”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*